Bancários entram em greve a partir do dia 6 em todo o país

Os bancários de diversos estados recusaram em assembleia na noite de ontem (1º) a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e decidiram entrar em greve nacional a partir do dia 6 de setembro. A informação foi divulgada nos sites da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) e da Conderação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito (Contec). Leia Mais…

Sindsep-MT: Eleita Comissão Eleitoral para escolha da nova diretoria para o triênio 2017/2019

ELEICAO2016_SINDSEP1_SITE

Em assembleia geral extraordinária, foi realizada na última sexta-feira (19), votação que elegeu a Comissão Eleitoral, responsável pela condução do pleito que irá eleger os membros da nova diretoria do Sindsep-MT para o triênio 2017/2019. 118 filiados estiveram presentes na assembleia onde apenas houve 1 abstenção e em seguida foi empossada pela Mesa Diretora a CE responsável pelo gerenciamento da eleição que será realizada no dia 30 de setembro.

Foram eleitos os seguintes filiados: Brás dos Passos Velozo, Lauro Benedito, como representante da CUT- MT, Marizar Mansilha de Melo, representando a Condsef, João Roque Ribeiro, Ivete Vicentina de Amorim, Neusa Divina de Jesus, Paulo Félix de Castro, Raul Dias de Moura (presidente da Comissão), José Ferreira de Figueiredo e Idio Nemésio de Barros.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Ebserh: greve entra no seu 4º dia

Os trabalhadores da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares – EBSERH, lotados no Hospital Universitário Júlio Müller, entraram no seu 4º dia de greve por tempo indeterminado. Segundo o Comando de Greve assegurou em assembleia realizada hoje, a categoria continua mobilizada apesar da liminar obtida pela empresa junto ao TST determinando que 75% dos trabalhadores celetistas continuem atuando normalmente o que prejudica a greve sensivelmente. A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef) está buscando derrubar esta decisão em Brasília. Leia Mais…

Empregados da Ebserh entram em greve por tempo indeterminado

21-07-EBSERH

A maioria dos trabalhadores da empresa decidiu em assembleia entrar em greve por tempo indeterminado. Várias unidades de outros estados já paralisaram.

Trabalhadores da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares – EBSERH, lotados no Hospital Universitário Júlio Müller, deliberaram em assembleias realizadas na segunda-feira (18), indicativo de  greve por tempo indeterminado. A empresa foi notificada no dia seguinte pelo Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Mato Grosso (Sindsep-MT), que representa a categoria. Após cumprir o prazo regimental de 72 horas, a greve começará efetivamente nesta sexta-feira (22) a partir das 10h, seguindo a deliberação da assembleia nacional da categoria realizada em Brasília. Além de Mato Grosso, outras unidades da Ebserh no país já aderiram à greve nacional do setor (BA, CE, MG, PE, RS, MA) e o Distrito Federal.  Leia Mais…

A favor dos patrões: CNI sugere mudanças nas leis trabalhistas e previdenciárias

Michel Temer se reuniu com mais de 100 empresários durante duas horas na sede da Confederação Nacional da IndústriaAntonio Cruz/Agência Brasil
Michel Temer se reuniu com mais de 100 empresários durante duas horas na sede da Confederação Nacional da IndústriaAntonio Cruz/Agência Brasil

Após mais de duas horas de reunião com o presidente interino Michel Temer e com cerca de 100 empresários do Comitê de Líderes da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, disse hoje (8) que, para o governo melhorar a situação do déficit fiscal, serão necessárias “mudanças duras” tanto na Previdência Social quanto nas leis trabalhistas. Temer deixou o evento sem falar com a imprensa. Leia Mais…

Geap: 600 mil vidas aguardam decisão sobre reajuste

Infelizmente o governo interino continua pondo as cartas nas mesa de forma avassaladora e infeliz. Após uma guerra judicial, por meio de um mandato de segurança o Executivo conseguiu barrar o aumento de 20%, que era consenso entre os associados, e impôs os 37,5% de aumento da mensalidade do Geap Autogestão em Saúde, uma das mais importantes operadoras de planos de saúde do Brasil que agrega servidores públicos e atende mais de 600 mil vidas. As entidades que representam a maioria dos associados como a Condsef, Fenadados e CNTSS já tomaram providências para recorrer da decisão.  Leia Mais…

Nenhum direito a menos, nenhum passo atrás!

Servidores públicos federais pressionam pela aprovação no Senado, do acordo firmado ano passado. Caiado quer suspender.

Causou preocupação a fala do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), de que o aumento salarial do funcionalismo público deve ser suspensos até que se consiga reverter o quadro crescente de desemprego no país. Para quem não conhece, Caiado é uma das figuras mais reacionárias do Congresso e que há décadas domina o estado de Goiás. Fundou a União Democrática Ruralista (UDR) com o propósito de barrar a reforma agrária, tornando-se uma das maiores organizações criminosas e tem em sua conta um número assustador de assassinatos. A Comissão Pastoral da Terra (CPT) registrou a ocorrência de 36 mortes violentas no campo em 2014 e 50 em 2015, todas relacionadas com conflitos no campo. Nesse período (2015), havia 1.217 conflitos relacionados à terra no país. Grande parte deles se dá no cerrado, área maior de atuação da UDR.  Leia Mais…

Fim do MDA é esvaziar papel da agricultura familiar

Leia Mais…

Servidores do Indea e Intermat garantem braços cruzados neste dia 20

Apesar do jogo de cena do Governo do Estado de divulgar que o Instituto de Defesa Agropecuária (Indea) e o Intermat voltam a funcionar 100% na próxima segunda-feira (20.06), pois, uma suposta notificação sobre a ilegalidade da greve dessas categorias teria sido recebida por alguém do sindicato que os representa, a realidade é bem outra. Nenhuma das informações procede. Como ainda não foi apresentada solução por parte do governo para o pagamento integral da Revisão Geral Anual (RGA) de 11,28% os servidores que compõem a base do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sintap), continuam com os braços cruzados em todas as 141 unidades do Indea e Intermat. A diretoria da entidade garante o cumprimento da lei de greve com até um pouco mais do que o mínimo que é de 30% no caso do Indea, em revezamentos nas barreiras fixas e volantes e postos fiscais. Tudo para garantir o status sanitário do Estado de Mato Grosso. “Nossa greve é responsável e sabemos que emitir Guias de Transporte Animal (GTA) não é a prioridade neste momento”, informa a presidente Diany Dias. Leia Mais…