Artistas desocupam Iphan e pedem saída do presidente interino Temer

Após breve reunião com funcionários, o Iphan foi desocupado
Após breve reunião com funcionários, o Iphan foi desocupado

Assim que o presidente interino Michel Temer assumiu, foi anunciada a decisão de unificar os ministérios da Educação e Cultura em um só. A classe artística chamou essa atitude de estúpida e inconsequente.  Em carta enviada ao presidente, artistas de diversas áreas reagiram ao fim do Ministério da Cultura e demonstraram grande preocupação com o futuro da arte no país.  O texto apresentava o histórico da importância da pasta e apontava perdas irreparáveis para a cultura nacional. Leia Mais…

MT: governo aposta em confusão conceitual

Era de se esperar. Bastou os alunos ocuparem e os professores decretarem greve contra a privatização e o governo do MT começou a causar confusão conceitual. Antecipei para os sindicalistas de MT que o governo Pedro Taques ia dizer que terceirizar a gestão de processos escolares não é privatizar. Ou que a privatização dele é melhor do que a dos outros. Elas sempre aparecem como uma “inovação”.

Leia Mais…

Transgênicos: mais uma trapaça

MILHOMídia deu, em todo o mundo, vasta repercussão a relatório norte-americano que atesta suposta “segurança” dos OGMs. Mas agora sabe-se quem financiou o estudo…

Por Nadia Prupis | Tradução: Gilberto Schittini

Cresce o ceticismo público sobre um novo relatório que afirma ser seguro o consumo dos organismos geneticamente modificados (OGMs). A desconfiança cresce à medida em que vêm à tona informações de que a organização que produziu o relatório tem relações com a indústria de biotecnologia.  Leia Mais…

Estudantes iniciam ocupação de escolas públicas em Mato Grosso

A criação de uma empresa S.A. (Sociedade Anônima) no âmbito do Governo do Estado de Mato Grosso, para implementar a via de privatização dos serviços públicos na área da educação básica em Mato Grosso despertou a contrariedade dos segmentos dos profissionais da educação e dos estudantes.

Tão logo foram divulgados os objetivos e as áreas de interesse do Governo Pedro Taques (PSDB) para implementação das PPPs, os estudantes perceberam os riscos que as unidades escolares da rede pública estão correndo. Leia Mais…

Maquiavel e suas sombras deformadas

Só novas eleições poderão relegitimar o poder político, para que os enfrentamentos se decidam com a afirmação da soberania popular. Não com a sua morte.

Oskar Von Wertheimer, autor de romances históricos e biografias, nasceu em Viena em 1892 e faleceu em Aushcwitz, em 1944. Neste mesmo ano tinha sido preso em Nice, pela Polícia Francesa, para ser deportado àquele campo nazista, em função da sua origem  judaica. Oskar foi da geração de intelectuais humanistas que, influenciados pela catástrofe da Primeira Grande Guerra,  entenderam que o mundo entraria numa etapa de “crises”, já naquele sentido de “excesso, expressão da potência de transformação do pensamento, de ideias secretas, racionais”  -absurdas ou místicas- “das quais nem sempre é fácil se desfazer”, como lembra Adauto Novaes. Ideias que dialogam entre si, se anulam e se complementam, em direção a uma nova estabilidade ou ao caos. Com esta perspectiva, Oskar resolvera escrever  -no entreguerras- uma biografia sobre Maquiavel, quando se ocupou de conhecer profundamente a sua doutrina e pensamento político.  Leia Mais…

Por que não questionar o “bolsa banqueiro” de R$1,35 trilhões ao invés da Cultura?

Foto: Alice V/Democratize
Foto: Alice V/Democratize

Prioridades: o novo governo interino de Michel Temer quer acabar com o Ministério da Cultura, que arca com apenas R$2,6 bilhões do orçamento. Mas não questiona a dívida pública (o “bolsa banqueiro”) que gastou em 2015 R$1,35 trilhões aos bancos e investidores. A classe artística diz que não vai deixar isso acontecer.

Ocupações ao redor do Brasil estão explodindo nos últimos dias em prédios públicos ligados ao Ministério da Cultura.

No Facebook, um grupo chamado “Ministério Paralelo das Culturas” surge, com mais de 2 mil pessoas debatendo sobre arte, política e questões sociais que devemos enfrentar nos próximos anos.

Tudo isso acontecendo por conta da extinção do Ministério da Cultura pelo novo governo federal de Michel Temer. A pasta foi colocada dentro do Ministério da Educação. Leia Mais…

Aquarius, um filme de resistência

Aplaudido no festival de Cannes, Aquarius é um filme que a direita quer boicotar porque mostra justamente um Brasil que eles tentam esconder.

sonia bragaAquarius é um filme de resistência,” disse o diretor pernambucano Kleber Mendonça Filho, 48 anos, em entrevista coletiva, esta semana, diante da mesma entusiasmada recepção de público e de crítica com que Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber Rocha, foi saudado no Festival de Cinema de Cannes em 1964 – outro filme de resistência.

Leia Mais…

Justiça reconhece direito à jornada de 6 horas para todos os Assistentes de negócios de agências do BB

O Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (Seeb/MT) conquista mais uma importante vitória na luta pelo cumprimento da jornada de 6 horas em Mato Grosso. Na última sexta-feira (13.05) o Juiz do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região de Mato Grosso, Paulo Roberto Brescovici, publicou decisão condenando o Banco do Brasil a cumprir a jornada de 6 horas diárias para todos os Assistentes A de UN (Assistente de negócios de agências) sem redução da remuneração.  Leia Mais…