Temer extingue Reserva do Cobre; ato privilegia exploração de ouro por multinacionais

A reserva, nos estados do Amapá e Pará, abriga nove áreas protegidas onde vivem comunidades tradicionais

A reserva abriga nove áreas de preservação florestal entre unidades de conservação, parques e duas terras indígenas / Reprodução
A reserva abriga nove áreas de preservação florestal entre unidades de conservação, parques e duas terras indígenas / Reprodução

O presidente golpista, Michel Temer (PMDB), anunciou a extinção da Reserva Nacional do Cobre (Renca), localizada entre os estados do Pará e Amapá. A medida vai possibilitar a exploração mineral pela iniciativa privada e colocará em risco populações tradicionais e povos ancestrais que vivem na área.

Leia Mais…

“Os brancos querem acabar com as florestas”, alerta Cacique Raoni

Organização chama atenção para a adoção do marco temporal em processo de demarcação de terras indígenas

Cacique Raoni, maior referência do movimento indígena no Brasil / Marcelo Santos Braga
Cacique Raoni, maior referência do movimento indígena no Brasil / Marcelo Santos Braga

Aos 87 anos, o ancião conhecido por Cacique Raoni segue sendo a maior referência do movimento indígena no Brasil. O líder da etnia Kayapó, povo que vive em terras indígenas localizadas do sul do Pará ao norte do Mato Grosso, é conhecido internacionalmente por sua luta pela preservação da Amazônia e dos povos indígenas. Raoni Metuktire já viajou o mundo para defender os direitos dos povos originários e foi recebido por diversos presidentes. Leia Mais…

Sete deputados de MT votam a favor do ilegítimo. Vai ter troco nas urnas!

Apenas Ságuas Moraes (PT) foi a favor de abertura de processo contra Michel Temer

Primeiro a gente tira a Dilma, depois…

Essa balela nós cansamos de ouvir nas ruas e no Congresso Nacional quando da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Na época, o presidente da Câmara dos Deputados era Eduardo Cunha (PMDB), hoje condenado a mais de 15 anos de prisão. Ele aceitou o pedido de impedimento mesmo sem crime de responsabilidade.
Primeiro a gente cassa a Dilma, depois… Leia Mais…

Desmatamento eliminou 1,9 milhão de hectares do cerrado em dois anos

O ritmo de desmatamento do cerrado foi cinco vezes mais rápido que o medido na Amazônia / Agência Brasil
O ritmo de desmatamento do cerrado foi cinco vezes mais rápido que o medido na Amazônia / Agência Brasil

Ministério Público Federal questiona incentivos do governo ao agronegócio na região conhecida como “Matopiba”

O cerrado acumulou 1,9 milhão de hectares desmatados entre agosto de 2013 a julho de 2015, o equivalente a 1,7% da vegetação nativa remanescente. Apenas em 2015, uma área de 9.483 km² do cerrado brasileiro foi devastada. Leia Mais…

Em Jornada Nacional de lutas, MST ocupa fazenda de ministro Blairo Maggi

Movimento denuncia práticas de corrupção do Ministro da Agricultura em favor próprio e do agronegócio

Como parte da Jornada Nacional de Luta pela Reforma Agrária, cerca de 1000 famílias de todos os estados da região centro-oeste e Distrito Federal ocuparam, nesta madrugada (25), a fazenda do ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), localizada em Rondonópolis, a 210 quilômetros da capital Cuiabá.

Conhecido como “Rei da Soja”, Maggi é dono de um grande império econômico, o grupo Amaggi, e envolvido em conjunto de denúncias de uso das legislaturas, como o de senador, para legislar em causa própria e para o fortalecimento das empresas de agronegócio. No ano de 2006 o Greenpeace lhe concedeu o prêmio Motosserra do ano, por elevados danos ao meio ambiente. Blairo também estava envolvido em eventos ainda não esclarecidos como a interceptação pela Força Área Brasileira (FAB) de uma aviação que transportava 500 quilos de cocaína. Segundo a FAB, a aeronave decolou da Fazenda Itamarati Norte, localizada no município de Campo Novo do Pareceis (MT). A fazenda pertence ao grupo Maggi.Leia Mais…

Golpistas aprovam Reforma Trabalhista, sem alterações

O plenário do Senado aprovou o projeto de lei (PLC 38) de “reforma” da legislação trabalhista. Foram 50 votos a favor e 26 contrários, com uma abstenção. A votação foi concluída por volta das 19h50, depois de mais de seis horas de sessão suspensa, devido a uma ocupação realizada por um grupo de senadoras da oposição. Conforme queria o governo, o texto foi aprovado sem mudanças. Leia Mais…

Governo Temer paralisa reforma agrária no Paraná

MST_PR

Cortes orçamentários, suspensão de programas de financiamento e alterações na legislação marcam a gestão Temer no Brasil

Por Carolina Goetten*
Do Brasil de Fato / MST

Cortes orçamentários, suspensão de programas de financiamento e alterações na legislação marcam a gestão Temer no Brasil. Segundo dados disponíveis no Portal da Transparência, cerca de R$ 122 milhões foram destinados à questão da terra em 2016, contra R$ 460 milhões no ano anterior. A postura do Governo Federal também se revela na Medida Provisória da regularização fundiária – MP759 –, que retornou à Câmara, no último dia 21, para votação dos deputados. O projeto preocupa movimentos sociais e trabalhadores do campo, que acusam a MP de destruir mecanismos estruturados há décadas no Brasil na perspectiva de construir a reforma agrária. Leia Mais…