home Sindicatos Sindsep-MT completa hoje 26 anos de lutas e conquistas

Sindsep-MT completa hoje 26 anos de lutas e conquistas

05-02-carlos
Carlos Alberto de Almeida, presidente do Sindsep-MT: O nosso sindicato hoje é referência para o país

Sindicato hoje é referência nacional, criado com a missão de defender os direitos e interesses dos servidores federais ativos, aposentados e pensionistas do Estado.

Convocados em assembleia geral extraordinária no dia 22 de fevereiro de 1.990, servidores federais do Ibama, Crea, Cobal, DNER, Cibrazem, DNPM, Fundação Educar, TRE, LBA, DFA, ECT, compareceram na sede do Sindicato dos Bancários, situado na rua Barão de Melgaço 3.190 para, entre outros ítens, aprovar a fundação do Sindicato dos Servidores Públicos no Estado de Mato Grosso, do estatuto e eleição e posse de uma diretoria provisória.

Nesse dia estava nascendo o Sindsep-MT, que completa hoje, 26 anos de lutas.

A necessidade de se ter uma entidade que agregasse os SPFs no Estado, fortalecendo ainda mais a classe trabalhadora foi decisivo para a criação, pois no auge do “Plano Collor”, servidores já reclamavam do sucateamento do setor, perdas salariais, demissão em massa em virtude do Plano Brasil Novo e a retirada da estabilidade do trabalhador, privatização dos serviços, entre outros direitos.

O Sindsep-MT foi criado com a missão de defender os direitos e interesses dos servidores federais ativos, aposentados e pensionistas, da administração direta e indireta, empresas públicas, autarquias, estatais e fundações no Estado, mobilizando a categoria e sustentando suas lutas.

O atual presidente, Carlos Alberto de Almeida conta que hoje o sindicato possui bens próprios, estando com as contas em dia e servindo de modelo para outros sindicatos do país. Diferentemente quando assumiu o sindicato pela primeira vez, numa das mais conturbadas eleições, já que ele foi eleito para o biênio 2005/2007, mas a chapa situacionista, vendo que perderia a eleição, sumiu com documentos e várias urnas a serem apuradas não apareceram.

O caso foi parar no Tribunal Regional do Trabalho que deu causa de ganho para a oposição. Carlos Alberto assumiu o sindicato no dia 24 de maio de 2007. Nesse intervalo, o Sindsep praticamente ficou acéfalo, a sede quase em ruínas, com as contas bancárias bloqueadas e devendo muito na praça inclusive dívidas trabalhistas que ainda estão sendo pagas parceladamente. Calcula-se que o rombo chega à casa de R$ 1 milhão.

Dívida de motel – Quem viveu e lembra bem dessa época é Izael Santana da Silva, 1º Secretário dos Aposentados e Pensionistas. Ele conta que na eleição para o biênio 2005/2007, teve urnas que sumiram, inclusive uma de Rondonópolis. “Após a decisão favorável do TRT 23ª Região, assumimos de fato o Sindsep. A sede estava depredada, não haviam cadeiras e nem computadores e o número de desfiliação estava crescente pois o Sindsep praticamente não existia, não havia nada a oferecer aos seus associados. Sobraram muitas dívidas de supermercados e farmácias, inclusive de motel”, acrescenta.

“Assumimos no negativo, sem estrutura nenhuma, nem papel higiênico tinha. Os diretores trabalhavam sob tensão pois sofriam ameaças veladas. Na época o Carlos, para a gente poder viajar para o interior e fazer um trabalho de reestruturação do sindicato, emprestava dinheiro de sua esposa. Presenciei muitas vezes”, diz Izael que no início dos trabalhos da nova diretoria, fazia reuniões semanais com órgão que compõe a base do Sindsep para novas filiações/refiliações.

Voltando aos dias de hoje, o Sindsep-MT participa intensamente de todas as convocatórias da Condsef, levando delegados eleitos para Brasília e também aos Congressos em várias partes do país. É reconhecidamente um dos mais atuantes do Brasil, com voz ativa na CUT e Condsef.

“A transparência da nossa administração é evidente. As prestações de contas estão disponíveis a todos os filiados. O Sindsep-MT é exemplo para outras entidades. Este será um ano de muito trabalho, de negociações desgastantes com o Ministério do Planejamento e também de eleição da Diretoria Executiva do sindicato”, reforça Carlos Almeida, que aproveita o ensejo pela passagem dos 26 anos do sindicato, agradecendo aos funcionários, diretoria e principalmente aos servidores filiados pela compreensão e confiança a ele depositada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *